A Bolsa não é um mar de rosas.



Segue um texto do Felipe Tadewald, um cara que vale ser seguido la no twitter: @FelipeTadewald. Quase todas as postagens dele são inspiração, e tem muito a ver com o meu pensamento sobre investimentos.

Também reflete muito bem nossas dúvidas e angustias em cada momento difícil que passamos, como o que estamos passando agora, com muitas incertezas no ar. 


A bolsa não é um mar de rosas. Vou contar um pouco sobre algumas situações que passei ao longo dos anos. Ao final de 2015, cerca de 5 anos depois de ter começado a investir para longo prazo eu resolvi calcular o meu patrimônio. Tive uma surpresa super desagradável.

O valor do patrimônio estava abaixo do que eu havia aportado de 2010 a 2015. Obviamente que em valores reais eu havia perdido dinheiro. Bateu um desânimo. Fiquei pensando se essa estratégia realmente funcionava, afinal, já tinham se passado quase 6 anos e eu tava no prejuízo.

Naquela época, muita gente apontava o dedo para quem investia em bolsa e chamava de trouxa. "Perde até pra poupança." "investidor de bolsa assume risco pra perder pra renda fixa" Naquele momento a bolsa estava próxima dos 42 mil pontos, e realmente pegando apenas aquela

fotografia, parecia um negócio horrível.

Confesso que o desânimo bateu forte. Deu vontade de abandonar tudo. Mas aí eu resolvi olhar para meus dividendos e tive uma grata surpresa. Eles já estavam numa média próxima de R$ 700 mensais.

Era quase igual à média dos aportes que eu havia feito ao longo dos anos. De fato, apesar do patrimônio estar na lona, eu tava quase atingindo um salário mínimo em

dividendos. Eu estava quase atingindo um dos meus mais importantes objetivos na bolsa.

Lembrei também naquele momento das lições aprendidas com Buffett. Eu devia comprar quando está todo mundo com medo e não o contrário. Além disso, tinha tanta coisa barata e com yield alto em fii e ações, que aumentar a renda passiva

tinha se tornado algo relativamente fácil.

Continuei então reinvestindo os dividendos e fazendo aportes dentro do possível. Alguns meses depois, o pesadelo parece que começava a chegar ao fim. A bolsa havia subido e minha renda passiva atingido um salário mínimo. O patrimônio batia recorde.

Era a hora dos pacientes serem recompensados. Não foi fácil, mas quem teve a paciência e a disciplina de continuar indo em frente, colheu

resultados fantásticos nos anos seguintes. Mesmo com recessão, economia ruim e até pandemia. A bolsa não é um mar de rosas.

A tempestade cedo ou tarde chega para testar a convicção dos investidores. Você querendo que ela venha ou não, ela virá. E apenas os que realmente sabem o que estão fazendo, e perseveram, usufruirão da bonança que vem em seguida.

Você querendo que ela venha ou não, ela virá. E apenas os que realmente sabem o que estão fazendo, e perseveram, usufruirão da bonança que vem em seguida.
3
165

Comentários

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Patrimônio Financeiro FEV/21 - R$ 541.144,80 (-1,3%)

Patrimônio Financeiro JAN/21 - R$ 548.358,62 (4,7%)

Patrimônio Financeiro JUN/21 - R$ 578.045,32 (1,9%)